Entrar no Be-a-Byte

Seu Apelido
Senha

Be-a-Byte - Inclusão Total


Considerações Iniciais

Que a informática já faz parte das nossas vidas, nós já estamos cansados de saber, não é, caro leitor? Não é necessário apresentar esse argumento como motivação para qualquer projeto que seja direcionado a computadores, websites, redes de comunicação e afins.

Mas, com certeza, a extrema popularização do acesso aos computadores, e todo o universo de possibilidades associadas a esse acesso, traz dois alarmantes cenários para os próximos anos:

a) usuários, de todas as idades, que, tendo o fácil acesso ao computador em suas casas, o conhecerão como ferramenta para acesso às informações contidas na internet e para comunicação como parentes distantes mas que, realmente, não sabem utilizar nem uma mínima parcela dos recursos oferecidos por esses equipamentos ou, no máximo, utilizam-nos para objetivos “vãos”, “incompletos” e, devido ao seu descuido e desconhecimento, em muitas vezes até perigosos; e

b) um sem-número de pessoas, já tão marginalizadas em vários aspectos de suas vidas, que viverão, também, à margem desse mundo de acesso à informação digital, que lhes poderia possibilitar melhorias em sua qualidade de vida e, com isso, melhorias na sociedade em que vivemos, como um todo.

O primeiro cenário descreve a preocupação com crianças e idosos, que possuem computadores com acesso à Internet em suas casas. Vítimas e culpados (sem saber) de várias fraudes na Internet, expandindo o rol das máquinas infectadas e colaborando, às cegas, para a disseminação dos mais variados tipos de mazelas pela Internet. O Be-a-Byte foi feito para eles!

O segundo cenário apresentado traz à tona a questão dos “excluídos” socialmente. Gente sem oportunidade de conhecer a informática e, consequentemente, sem condições de disputar vagas de emprego e estágio que exigem tal conhecimento quase com o mesmo grau de importância com que exigem a própria língua mãe (e, em alguns casos, até mais que ela).

Estes são aqueles que vivem em comunidades carentes, esquecidos pela sociedade monetarista por causa de seu baixo poder aquisitivo! Gente de bem, em sua maioria, entregue à própria sorte, e a toda sorte de infortúnios. Sem oportunidades, sem perspectivas, sem saída... Eles também podem evoluir no Be-a-Byte. O Be-a-Byte também foi feito para eles!

O Be-a-Byte também foi feito para aqueles que convivem corriqueiramente com o computador e seus detalhes. Usuários que querem aprimorar seus conhecimentos em alguns dos principais programas de computador do mercado, lapidando aquilo que já conhecem, a fim de ajudá-los em suas tarefas diárias e enriquecê-los de conhecimento técnico que lhes será útil em sua vida profissional.

Mas, um verdadeiro projeto de Inclusão Total não estaria completo se deixasse de assistir alguém, não é mesmo? O Be-a-Byte também foi pensado para aqueles usuários que são portadores de necessidades especiais, como os deficientes físicos, visuais e auditivos. O projeto pedagógico do Be-a-Byte também foi desenvolvido para suprir as necessidades desse público que, em sua maioria, sofre com a falta de acessibilidade no mundo que os cerca.

O Be-a-Byte foi feito para todos! Sem distinção de credo, cor, raça, capacidade intelectual ou financeira! Podendo pagar por seus serviços ou não, o Be-a-Byte oferece conhecimento de qualidade de forma acessível, convertendo-se em oportunidades para uns e comodidade para outros! O Be-a-Byte é Inclusão Total!

Página 1 de 11
Be-a-Byte - Inclusão Total © 2011 - Todos os direitos reservados.